quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Estudantes de nutrição de Brasília realizam levantamento e descobrem que uma alimentação baseada no 'Guia Alimentar para a População Brasileira' é mais barata.

De acordo com o levantamento, o custo diário de quatro refeições saudáveis é de R$ 11,84; contra R$ 24,77 de refeições compostas por alimentos ultraprocessados. São 52,2% a mais! Ao longo de um mês, a diferença é de R$ 387,90 no orçamento. Ao longo de um ano a diferença atinge R$ 4.654,80!
O estudo:
Foram comparados os custos de quatro refeições: café-da-manhã, almoço, lanche da tarde e jantar. Os alimentos selecionados para compor as refeições foram retirados da POF 08/09 e do Guia Alimentar para a População Brasileira.

A porção dos alimentos foi definida com base na porção média de consumo dos brasileiros. Já a pesquisa de preços foi realizada na CEASA-DF, DIEESE, e em três supermercados escolhidos aleatoriamente (todos do DF).
O estudo consegue demonstrar que uma alimentação mais saudável, baseada em preparações regionais e com alimentos in natura e minimamente processados pode sim ser mais barata se comparada a uma alimentação composta de ultraprocessados.
Acesse o trabalho no link https://www.academia.edu/s/597fc8b786 (é necessário criar cadastro, pois trata-se de uma rede social acadêmica).
O Guia Alimentar para a População Brasileira (disponível emhttp://migre.me/rVGAs) recomenda reduzir o consumo de alimentos processados e EVITAR o consumo de ultraprocessados.

Nenhum comentário: