quinta-feira, 3 de setembro de 2015

98,7% dos municípios brasileiros têm agricultura familiar


Em 2014, 98,7% das prefeituras desenvolveram algum tipo de ação ou programa onde se atua para fortalecer a produção dos agricultores familiares. As iniciativas são realizadas tanto na área urbana como na área rural. Além das prefeituras, todos os governos estaduais também informaram iniciativas de inclusão produtiva. Os dados foram apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no suplemento Inclusão Produtiva, que contém informações municipais (Munic) e estaduais (Estadic).
O resultado mostra que o tema está inserido no dia a dia da gestão pública para apoiar a superação da pobreza em todo o País. Estudo semelhante feito pela Munic, em 2002, indicava que 72,5% das prefeituras executavam algum tipo de qualificação profissional e 64,7% possuía ações de geração de trabalho e renda.
Na área rural, 96,9% das prefeituras realizaram alguma ação para aumentar a capacidade produtiva das famílias agricultoras e ampliar a entrada de seus produtos nos mercados consumidores.
A compra de alimentos para a merenda escolar e por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) foi a atividade de maior destaque, sendo desenvolvida por 84,3% das gestões municipais e 17,5% fizeram a aquisição de produtos para atender a demandas regulares de restaurantes universitários, presídios, hospitais, entre outros.
Outras iniciativas importantes foram a assistência técnica e extensão rural (em 78,8% dos municípios e por todos os governos estaduais), o fomento a atividades produtivas (em 75,2% das prefeituras e também em todos os estados) e a aquisição ou empréstimo de tratores e implementos agrícolas. Esta atividade foi desenvolvida por 66,8% das cidades e em 24 estados.
A oferta de cursos de qualificação ou capacitação profissional foi a ação mais citada pelas prefeituras para garantir à população acesso ao mercado de trabalho, sendo realizada por 86,4% delas. Além disso, 25 governos estaduais disponibilizaram cursos. A mobilização e a sensibilização da população para participar de cursos de qualificação foram realizadas por 77,6% das gestões municipais e por todos os estados.
O artesanato ainda é visto, na área urbana, como um importante instrumento de inclusão produtiva. Em 2014, 63,4% dos municípios declararam ter implementado alguma ação ou programa de fomento ao artesanato. O mesmo foi desenvolvido por 85,2% dos governos estaduais.

Fonte: Portal Brasil


Nenhum comentário: