segunda-feira, 25 de maio de 2015

Começa a Semana dos Alimentos Orgânicos



Paulo de Araújo/MMA
Pequi: típico do cerrado


Começou no domingo (24/05) a 11ª edição da Semana Nacional dos Alimentos Orgânicos (SAO) com o tema “Produtor orgânico, parceiro da natureza na promoção da vida”, que visa informar aos consumidores os benefícios ambientais, sociais e nutricionais desses alimentos. O evento ocorrerá, simultaneamente, no Distrito Federal e em 21 Estados até o dia 31. O Ministério do Meio Ambiente (MMA), por meio do Projeto Biodiversidade para Alimentação e Nutrição (BFN, na sigla em inglês), apoia a iniciativa e promoverá o Espaço Gastronômico da Biodiversidade do Cerrado.

O MMA apoiará uma exposição itinerante que percorrerá o Brasil até o final do ano. A exposição conta com 13 diferentes painéis que evidenciam os valores envolvidos na produção orgânica.Cada Estado é responsável por definir suas atividades e programação, por meio das Comissões da Produção Orgânica (CPOrgs), em articulação e parceria com produtores e entidades do setor público e da sociedade civil locais. Entre as atividades previstas estão a realização de cursos, seminários, debates, feiras, exposições, elaboração de vídeos e degustação de alimentos. A partir da edição deste ano, a campanha não se restringe à Semana dos Alimentos Orgânicos (24 a 31 de maio), dando continuidade ao trabalho de valorização da produção orgânica ao longo do ano todo.

PROGRAMAÇÃO EM MINAS GERAIS

AGROECOLOGIA

Entre as principais práticas do produtor orgânico estão o uso responsável do solo, da água e do ar, bem como a manutenção da atividade biológica equilibrada, a preservação da biodiversidade e a consciência social. O sistema de produção orgânica se baseia em princípios de agroecologia, de forma a viabilizar a produção de alimentos e outros produtos necessários ao homem, em harmonia com a natureza, mantendo relações comerciais e de trabalho justas, além de valorizar a cultura e o desenvolvimento locais.

A escolha do tema tem o objetivo de chamar a atenção dos consumidores para a importância de se valorizar e apoiar os produtores de alimentos, e mostrar que, ao adquirir produtos orgânicos, os consumidores optam por fazer parte da rede de pessoas e entidades que acreditam que o seu consumo responsável tem papel fundamental na definição de quem permanecerá no campo, o que produzirá e de que forma. A campanha ressalta os valores por traz da produção orgânica, os quais não são visíveis nos produtos, sendo desconhecidos da maior parte da sociedade.

A campanha é realizada em parceria com o MMA e os Ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Educação, da Ciência, Tecnologia e Inovação, do Desenvolvimento Agrário, da Saúde, da Pesca e Aquicultura, e da Fazenda, além da Secretaria-Geral da Presidência da República e de outras organizações governamentais e não governamentais. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento coordena a campanha nacionalmente.
Fonte: MAA


PLANO DE AGROECOLOGIA


Nenhum comentário: