Cheia de novidades, 10ª edição da AgriMinas celebra uma década de sucesso






Uma década incentivando a agroindústria mineira e fomentando a profissionalização e a geração de negócios para o setor. Com essa responsabilidade, a Feira de Agricultura Familiar do Estado de Minas Gerais (AgriMinas) celebra sua 10ª edição, que será realizada entre os dias 10 e 14 de agosto, na Serraria Souza Pinto. Serão em torno de 180 empreendimentos com produtos alimentícios típicos da agricultura familiar e peças de artesanato sustentável, além de shows musicais, exposição com objetos e maquinário do campo e uma cozinha aberta, comandada pelo chef Eduardo Avelar, onde serão utilizados produtos da agricultura familiar no preparo de pratos culinários, com a finalidade de mostrar alternativas para agregar valor aos produtos. 
A 10ª edição da AgriMinas é uma realização da Fetaemg (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais), com apoio da Central do Trabalhadores do Brasil (CTB), Sindicatos dos Trabalhadores Rurais do Estado de Minas Gerais, Contag, Senar Minas, Banco do Brasil, e Governo de Minas.
Idealizador do projeto, em 2006, e organizador da AgriMinas desde sua primeira edição, o presidente da FETAEMG, Vilson Luiz da Silva, se orgulha da evolução e das conquistas nos últimos dez anos. “O estímulo à agricultura familiar é um esforço contínuo, que desenvolvemos ao longo de todo o ano, sempre em defesa dos agricultores familiares e do crescimento do setor. Hoje temos um evento consolidado em Minas Gerais que traz visibilidade principalmente para os pequenos empreendimentos e dá condições para que ele cresça e se estabeleça”, afirma.
Nas nove primeiras edições, a AgriMinas já recebeu mais de 500 mil visitantes, envolvendo mais de 35.000 agricultores familiares, por meio de participação direta e indireta de cooperativas e associações. Além de ser uma vitrine para os produtos da agricultura familiar e colocar os expositores frente a frente com possíveis compradores e um público diverso, a feira tem o papel também de capacitação para os agricultores participantes e formação de público, trazendo aos moradores da capital informações e conhecimento dos produtos do campo.
Atualmente, a agricultura familiar representa 70% da produção de alimentos no país. O que servia apenas para subsistência da família tornou-se uma opção de negócios, gerando renda, emprego e abrindo novos mercados para agricultores e agricultoras familiares. Em torno de 74% dos empregos gerados no campo estão na agricultura familiar, o que contribui diretamente para a diminuição do êxodo rural e para a movimentação da economia.
“Minas Gerais é protagonista no cenário nacional. Somos o segundo estado com maior concentração de estabelecimentos familiares produtivos do Brasil. Além disso, temos uma variedade de produtos como doces e cachaças, que já são tradicionais no mercado, além de forte representatividade com produtos como arroz, café, feijão, milho, leite, mandioca e seus derivados. Em nossa feira não poderia ser diferente, nós prezamos pela diversidade e pela valorização do pequeno empreendedor”, comenta Vilson Luiz.
Novidades da 10ª edição
Os visitantes da AgriMinas, em 2016, terão acesso a duas grandes novidades. Coordenada pelo chef Eduardo Avelar, será montada no espaço da Serraria Souza Pinto uma cozinha aberta, onde serão realizadas palestras, demonstrações e experimentos a partir do que está sendo exibido na feira. “Vamos buscar com os próprios expositores o subsídio necessário para preparamos, diante do público, receitas contemporâneas com a cara de Minas. A ideia é valorizarmos toda a cadeia da gastronomia, ressaltando a importância do processo desde o pequeno produtor até o resultado final”, conta Eduardo Avelar.
Entre uma receita e outra, o chef, que estará acompanhado de outros três importantes nomes da atual gastronomia mineira, Henrique Gilberto (vencedor da 1ª edição do Super Chef/TV Globo e Buffet Rullus), Jaime Solaris (Borracharia Gastropub) e Leandro Pimenta, promete um bate-papo com os produtores para contar histórias e contextualizar os alimentos de acordo com as regiões do estado.
No intuito de promover um resgate da vida no campo, pela primeira vez a AgriMinas terá uma exposição com objetos e utensílios típicos do interior. Disco de arado, teares e até vitrolas estarão ao alcance do público em um espaço dedicado à memória. “Queremos que, além de experimentar os sabores de Minas, o visitante possa sentir como era, em tempos remotos, a rotina da vida no campo, os costumes e tradições”, explica o presidente da FETAEMG.
A diversidade mineira em pauta 
Como é de costume na AgriMinas, a diversidade dos produtos também marca a 10ª edição. As diferentes regiões de Minas estarão representadas por projetos como o desenvolvido pela ALIAR (Associação Regional de Agricultura Familiar), de Barbacena. A OSCIP, que atua diretamente com atividades de capacitação para 44 famílias na região, levará à feira uma variedade de frutas, milho, feijão e outros produtos oriundos da agroindústria.
“A gente vê na AgriMinas um potencial muito grande de abrir nosso comércio. Por meio da feira, em 2015 a gente começou a distribuir nossos produtos para três empórios de Belo Horizonte e estamos nos estruturando para organizar uma exposição aqui em Barbacena. A AgriMinas é a nossa referência”, comenta o coordenador do projeto Anderson Inocêncio.

Da região de Muriaé, virão os agricultores da Coopaf (Cooperativa dos Produtores da Agricultura Familiar e Solidária de Muiraé). Com 112 cooperados na região, os produtores se destacam pelo arroz integral, sucesso em outras edições da AgriMinas, além de uma variedade de produtos como café, feijão, palmito, mandioca e cachaça. “A AgriMinas é sempre um momento de divulgação para nosso trabalho, de formação para os produtores e uma oportunidade de termos contato com as principais lideranças do setor”, declara Antonio Carlos Bagle, presidente da Coopaf.
Entre as atrações que prometem chamar a atenção do público está o Galo Índio Gigante. Resultado de melhoramento genético realizado pelo cruzamento de raças, com base na herança deixada pelos galos caipiras / capoeira, as aves, aos seis meses de vida, medem aproximadamente um metro de altura, da ponta da unha do dedo maior à ponta do bico. São ótimos exemplares para corte e como aves ornamentais por exibirem grande porte e beleza, devido as suas penas sobrepostas com ampla variedade de cores.
A força da Agricultura Familiar no Brasil
• Agricultura familiar produz 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros;
• Ocupa 30,5% da área total dos estabelecimentos rurais e representa cerca de 74% dos empregos no setor agrícola;
• Existem aproximadamente 4.500 estabelecimentos de agricultura familiar no Brasil;
• Em Minas são 866 mil agricultores rurais, com 320 estabelecimentos de agricultura familiar;
• Participação da agricultura familiar no valor bruto da produção no Brasil: R$5,438 bilhões / o equivalente a 38%;
• 84,4% dos estabelecimentos rurais do país são de agricultores familiares;• Responde por 38% da renda bruta gerada no meio rural, embora ocupe apenas 24,3% da área total destinada à produção;
• São 12,3 milhões de pessoas trabalhando na agricultura familiar; ocupa 74,4% do pessoal que trabalha no campo;
• A cada 100 hectares, a agricultura familiar ocupa 15,3 pessoas, enquanto a agricultura empresarial ocupa 1,7 pessoas;

Programação artística
Seguindo a tradição da feira, a 10ª edição também irá valorizar a arte e a música de artistas locais e do interior do estado. De quarta a sábado, encerrando a programação diária, artistas mineiros se apresentarão para o público:

Dia 10 - Quarta-feira
19h30 – Show com a dupla Jhonny e Paulo Roberto
Dia 11 - Quinta-feira
19h30 – Show com a dupla Romano e Rocerí
Dia 12 - Sexta-feira
19h30 – Show com a dupla Edmar e Samuel
Dia 13 - Sábado
19h30 – Show do grupo Os Parada Bruta

SERVIÇO:
De 10 a 14 de agosto
Quarta, das 16h às 22h
Quinta e sexta, das 14h às 22h
Sábado, das 8h às 22h
Domingo, das 8h às 18h
Local: Serraria Souza Pinto
Endereço: Av. Assis Chateaubriand, 890 - Belo Horizonte - MG
Telefone: (31) 3073-0000
Ingressos: R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia) | A venda de ingressos será realizada exclusivamente na portaria do evento

Fonte: Portal CTB - 01/08/2016


Nenhum comentário: