Fernando Pimentel afirma que Minas Gerais terá a melhor agricultura familiar do país


O governador participou, ao lado do ministro do Desenvolvimento Agrário Patrus Ananias, da abertura da 6ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional


O governador Fernando Pimentel afirmou nesta sexta-feira (21/8), durante a abertura da 6ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, em Belo Horizonte, que o governo vai se empenhar para ter em Minas Gerais “a melhor agricultura familiar do Brasil”. O evento está sendo organizado pelo Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional de Minas Gerais (Consea-MG).
Na presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, de 360 delegados regionais que participam da Conferência representando 256 municípios mineiros, além de representantes de movimentos sociais e lideranças políticas, Pimentel destacou o trabalho desenvolvido em Minas Gerais para garantir alimentos de qualidade para a população, como a criação de uma secretaria específica para tratar do tema.
“Quero reafirmar o nosso compromisso com a causa da segurança alimentar. Nós, de fato, estamos superando a fase em que a preocupação era meramente quantitativa com a alimentação. Graças aos esforços do ex-presidente Lula (Luiz Inácio Lula da Silva) e da presidenta Dilma Rousseff, e ao empenho da sociedade brasileira, nós superamos o estágio trágico em que a fome rondava a porta de milhões de lares brasileiros”, disse o governador.
Segundo o governador, “hoje, se essa questão está sendo superada, outra questão se coloca: a qualidade da nossa alimentação. E aí a agricultura familiar tem papel fundamental. Por isso, criamos em Minas, depois de tantos anos, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário que, com poucos meses, já alcançou muitos resultados”, afirmou.
Pimentel também citou a visita, na última quinta-feira (21/8), à Feira de Agricultura Familiar de Minas (Agriminas), na Serraria Souza Pinto. “Que coisa bonita ver os produtos de excelente qualidade e a população comprando. Ver que, de fato, estamos avançando e que a agricultura familiar está ocupando um espaço relevante na questão da segurança alimentar. É isso que nós queremos”, defendeu.
Durante a abertura da Conferência Estadual, foram assinados pelo governador dois termos. No primeiro, o Estado adere ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), com o objetivo de criar um conselho e uma câmara de gestão intersetorial no Estado para debater o tema e elaborar um plano de segurança alimentar para Minas.
A segunda assinatura trata de um Acordo de Cooperação Técnica entre Minas e a União para estabelecer medidas direcionadas à inclusão socioprodutiva para agricultores familiares, povos e assentados da reforma agrária.
O ministro Patrus Ananias ressaltou o avanço brasileiro nos últimos anos na questão do combate à fome. Em palestra durante o evento, ele destacou iniciativas tomadas quando era prefeito de Belo Horizonte e ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome na promoção das políticas públicas voltadas para a segurança alimentar.
 “Essas foram duas experiências muito marcantes. Foi nesse contexto que surgiu o Consea, no governo Itamar (presidente Itamar Franco) e foi retomado no governo Lula, passando a ter conferências. Foi aí que a questão da segurança alimentar passou a ser política pública de fato. Todo esse esforço levou, em 2014, a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) a retirar o Brasil do mapa da fome”, destacou.
O objetivo da Conferência é ampliar e fortalecer os compromissos políticos para a promoção da soberania alimentar, garantindo a todos o direito à alimentação adequada e saudável. Durante o encontro, que se realiza até domingo, serão eleitos os delegados que vão representar Minas Gerais no 5º encontro nacional sobre o tema, em Brasília

Avanços
Presidente do Consea-MG, Dom Mauro Morelli parabenizou o governador Fernando Pimentel pelo esforço em realizar as conferências regionais de segurança alimentar e promover o espaço da agricultura familiar dentro do governo. “Alegra-me, senhor governador, que o seu governo tenha, em um tempo muito curto, conseguido providenciar os recursos, encontrando muitos colaboradores nas várias secretarias para que, em tempo recorde, se realizassem as 25 conferências regionais de segurança alimentar e nutricional sustentável”, disse.
Já o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Arnoldo de Campos, também secretário executivo da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional, garantiu que o trabalho feito pelo governo brasileiro é um exemplo para todo o mundo. “Temos muito que comemorar. Nós conseguimos fazer com que nosso país deixasse de ser uma vergonha mundial e se transformassem em referência internacional no combate à fome”, afirmou. Segundo Campos, todos os indicadores do país nessa área melhoraram, entre eles o acesso à educação, a redução da desnutrição infantil e um melhor acesso à terra.

Também participaram do evento o diretor substituto do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Allan Nuno Alves de Souza, a delegada federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário em Minas, Adriana Aranha, além dos secretários de Estado de Desenvolvimento Agrário, Glenio Martins; de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, de Trabalho e Desenvolvimento Social, André Quintão, e de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, entre outras autoridades e lideranças.


Nenhum comentário: