quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

P R Ó L O G O
 
 
 
 
O Evangelho é uma Boa Nova.
O Evangelho, segundo João, começa com um Prólogo.
No princípio e na origem de tudo o Verbo ou a Palavra. Nele tudo foi feito e para ele tudo se destina.
De certa forma, ressalvado o que deve ser ressalvado, escrevo um prólogo para o Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável.
Em 1999, quando iniciei minha peregrinação por Minas Gerais, Segurança Alimentar Nutricional Sustentável soava como linguagem de outro planeta, segundo ainda recentemente ouvi de um amigo.
Eis o prólogo!
Alimento é vida. A vida é um processo permanente de alimentação.Comer e beber para viver, um direito humano básico. Comer como gente e na companhia de gente.
A toda criança que nasce em Minas Gerais e em qualquer outro recanto do planeta será garantido o acesso ao alimento saudável, adequado e solidário, como direito e não por compaixão.
A defesa e promoção do direito humano ao alimento e à nutrição visa formar um povo saudável, inteligente, criativo e bem humorado!
Em nossos dias, o caminho percorrido nasceu da pregação de Josué de Castro, o profeta de um mundo livre dos males da fome.
Foi declarado urgente pela pregação de Dom Helder, outro nordestino, pelo testemunho de Betinho e pela imensa caridade de Dom Luciano.
Não esqueçamos as mulheres e homens da Pastoral da Criança subindo morros e descendo ladeiras para resgatar crianças da desnutrição e da morte.
Houve um homem enviado por Deus para ser o aliado do povo, seu nome: ITAMAR.
Passo a passo a luz foi se transformando em labareda que ilumina e aquece o ânimo de tantos peregrinos. 
Decretos e até uma lei surgiu gestada pelo povo, transformada em mensagem pelo Executivo, acolhida no Legislativo pela maioria e aplaudida pela oposição. Uai! Estamos em Minas Gerais!
Ao longo do tempo, cinco conferências estaduais, precedidas de outras tantas conferências regionais e mais articulações.
A estrada não termina e o desafio permanece, muitas milhas a percorrer.  
Em cada município, surgirá uma aliança que garanta a cada criança educação e nutrição.
Nas dez macro regiões de planejamento, diagnósticos devem ser produzidos e planos regionais implementados por exigência da realidade e da cidadania.
Nenhum planejamento irá ignorar que a sociobiodiversidade á a maior riqueza das Minas Gerais.
Eis que agora é hora de cultivar, nutrir e educar. Alimento é Caminho da Paz.
Belo Horizonte, 12 de dezembro de 2012
Dom Mauro Morelli
Bispo Emérito da Diocese de Duque de Caxias
Presidente do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (CONSEA-MG)
Fundador do Instituto Harpia Harpyia

Nenhum comentário: